O promotor de Justiça criminal, Rafael Ribeiro do Val, ofereceu denúncia criminal contra quatro pela venda das armas usadas no massacre de Suzano. A chacina na escola Raul Brasil aconteceu no dia 13 de março e deixou, ao todo, dez mortos, incluindo os dois atiradores. Cristiano Cárdias de Souza, Adeilton Pereira dos Santos, Geraldo de Oliveira Santos, vulgo ...

Olá, esta matéria é exclusiva para assinantes.

Não sou Assinante.

Para ler a matéria você pode usar as chaves de convidado e desbloquear o conteúdo.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários