Um produtor rural da Bacia do Araguaia se comprometeu, o Ministério Público do Tocantins (MPTO), a recompor a vegetação de 55 hectares de reserva legal e de cinco hectares de área de preservação permanente, desmatados irregularmente. Ele também terá que pagar indenização de R$ 150 mil, a título de reparação por dano ambiental difuso. O acordo faz parte de um Termo de A...

Você se interessou por este conteúdo?

Seja nosso convidado.

É só usar as chaves para abrir até
5 conteúdos por mês.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários