A Polícia Rodoviária Federal (PRF) no Tocantins divulgou na manhã deste sábado, 8, os dados parciais da Operação Independência, iniciada na última quinta-feira e com atividades realizadas nas rodovias federais que cortam o Tocantins, até domingo. Só nas primeiras 48 horas de operação foram registrados diversos flagrantes, dentre eles de tráfico de drogas, excesso de velocidade, ultrapassagem irregular e embriaguez ao volante.

O que chamou a atenção foi o registro de 261 flagrantes de excesso de velocidade, incluindo o flagrante capturado por um radar, em que o veículo chegou a  186 km/h, colocando em risco a sua segurança e dos veículos que transitavam pelo local. Ainda conforme o relatório, um acidente com feridos ocorreu na sexta-feira, 7, na BR-153, km 152. A colisão transversal ocorreu entre um veículo de passeio e uma motocicleta.

Durante as abordagens feitas por policiais rodoviários, sete pessoas foram detidas por diversos crimes, incluindo um jovem suspeito de praticar o crime de tráfico de drogas.

Dezesseis condutores não escaparam da fiscalização e foram pegos realizando manobras de ultrapassagem irregular, e mais três pegos dirigindo embriagados.

A PRF alerta que acidentes com veículos em alta velocidade costumam causar imensos danos, físicos e materiais. “Acidentes ocasionados pelo excesso de velocidade, geralmente, apresentam como resultado pessoas feridas ou vítimas fatais. Desta feita, é indispensável que os condutores respeitem os limites de velocidade, visto que quando o veículo está numa velocidade considerada segura, o motorista consegue responder de forma tempestiva a possíveis imprevistos, e assim poderá evitar possíveis tragédias”, informa o órgão.

Dica

Em relação aos cuidados necessários para pegar a estrada, a PRF explicou que deve ser feito cautela e atenção redobrada. “O fluxo de veículos intensificará no final de semana, assim é fundamental o respeito às normas de trânsito. O condutor deve, principalmente, descansar bem antes de assumir a direção do veículo, respeitar os limites de velocidade e não realizar ultrapassagem em local proibido”, indica.