O Jornal do Tocantins procurou o Ministério Público Estadual (MPE) e a Delegacia Especializada em Atendimento à Mulher (Deam) para saber quais medidas devem ser tomadas para evitar que novos casos como o de Patrícia se repitam. O promotor Rogério Rodrigo Ferreira Mota, que responde pela 2ª Promotoria de Justiça da Capital disse que a orientação do MPE é que ao me...
Faça o seu cadastro e acesse até 05 matérias exclusivas por mês gratuitamente.
ou
Aproveite todo o conteúdo do site de forma ilimitada!
Assine o Jornal do Tocantins!
QUERO SER ASSINANTE
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários