O Ministério Público Estadual (MPE) ingressou com uma Ação Civil Pública (ACP) pedindo a interdição imediata do Instituto Médico Legal (IML) de Araguaína hoje. O processo também questiona a falta de condições físicas e humanas da Polícia Técnico-Científica da Regional de Araguaína. Conforme o MPE, a ação foi realizada após uma averiguação, por meio de um inquérito, co...

Você se interessou por este conteúdo?

Seja nosso convidado.

É só usar as chaves para abrir até
5 conteúdos por mês.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários