A produtora cultural Eva Pereira acredita que o crime que vitimou o seu pai, o vaqueiro Manoel Pereira da Silva, 75 anos, em julho do ano passado, tenha sido cometido devido o pai ter desconfiado de alguma coisa, e questionou também a falta de fiscalização do poder público em relação ao comércio ilegal de carnes no Estado. “Foi muito nítido, eu pensei: para matarem o ...

Olá, esta matéria é exclusiva para assinantes.

Não sou Assinante.

Para ler a matéria você pode usar as chaves de convidado e desbloquear o conteúdo.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários