A investigação sobre a morte da alemã Johanna Hannelore Bode, em 2006, em Abadiânia, volta à tona após nova denúncia de uma testemunha que procurou a polícia com indícios do envolvimento de João Teixeira de Faria, o médium João de Deus, no caso. As informações são da promotora de Justiça da cidade, Cristiane Marques. “Havendo fatos novos a investigação pode ficar aber...

Olá, esta matéria é exclusiva para assinantes.

Não sou Assinante.

Para ler a matéria você pode usar as chaves de convidado e desbloquear o conteúdo.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários