Marcela de Jesus Santos da Silva, uma das vítimas do acidente entre duas balsas durante a travessia do Rio Tocantins, em Porto Nacional, faleceu na manhã desta sexta-feira, 23. A informação foi divulgada pelo departamento jurídico do Grupo Pipes, por meio das redes sociais.

“Estamos em contato direto com o pai da vítima, assim como a equipe médica, para tratar todas as questões relativas a traslado do corpo e despesas com funeral, além do que mais for necessário para o apoio da família”, ressalta a publicação. 

Leia também:
Mulher fica presa às ferragens no acidente entre duas balsas em Porto Nacional

Em um vídeo gravado, a advogada responsável pelo departamento jurídico do grupo Pipes lamenta a morte de Marcela. 

“A Marcela não resistiu aos ferimentos, embora a gente tenha tentado até o último momento fazer com que ela se restabelecesse, infelizmente ela veio a falecer hoje pela manhã, nós estamos aqui para reforçar nosso compromisso de arcar com com as consequências, e também para dizer que já conversamos com o pai da Marcela. Nós vamos fazer o que tiver ao nosso alcance para que essa perda seja o menos dolorosa possível”.

A empresa explica que Marcela foi resgatada em estado grave após ficar presa entre as ferragens da embarcação e um caminhão. Ela precisou ser transferida para o Hospital Geral de Palmas, de onde recebeu alta na quarta-feira, 21, a pedido da família, conforme informado pela Secretaria de Estado da Saúde.

Ainda de acordo com o departamento jurídico do Grupo Pipes ao Jornal do Tocantins (JTo) na tarde de quinta-feira, 22, Marcela estava hospitalizada em uma instituição particular na capital, com todas as despesas custeadas pela empresa responsável pela travessia.

Uma outra vítima do acidente permanece sob os cuidados das equipes multiprofissionais no Hospital Regional de Porto Nacional (HRPN), conforme divulgado pela Secretaria de Estado da Saúde (SES-TO) na quinta-feira, 22.

Relembre

Um acidente registrado na manhã do dia 15 de fevereiro, entre duas balsas em Porto Nacional, região central do estado, deixou cinco pessoas feridas, conforme divulgou o Corpo de Bombeiros Militar.

De acordo com a corporação, o acidente ocorreu por volta de 8h, quando as embarcações faziam a travessia e uma delas colidiu na outra.

No acidente, veículos que estavam nas balsas se moveram com o choque e atingiram cinco pessoas que tiveram ferimentos graves, uma delas teve a parte inferior do corpo esmagada.

A batida  é investigada em inquérito instaurado pela Capitania Fluvial do Araguaia-Tocantins (CFAT).