O Tribunal de Justiça suspendeu, por meio de decisão liminar, a lei que proibia as concessionárias de água e energia elétrica do Tocantins a realizar o corte dos serviços por falta de pagamento dentro do prazo mínimo de 60 dias a contar do vencimento da fatura. O pedido atende a uma Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) proposta pela Associação Brasileira das Empresas E...

Você se interessou por este conteúdo?

Seja nosso convidado.

É só usar as chaves para abrir até
5 conteúdos por mês.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários