O médico Álvaro Ferreira da Silva, acusado de matar a professora Danielle Christina Lustosa Grohs, irá a júri popular, em data ainda não definida. A decisão é do juiz Jordan Jardim, da 1ª Vara Criminal de Palmas, que concedeu a ele o direito de enfrentar a segunda fase do julgamento em liberdade. Danielle e Álvaro estavam em processo de divórcio. O médico foi de...

Você se interessou por este conteúdo?

Seja nosso convidado.

É só usar as chaves para abrir até
5 conteúdos por mês.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários