A Justiça Federal decretou o bloqueio de quase R$ 4 milhões de acusados por desvios de verbas destinadas à construção de creches do programa ProInfância, do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), em Lagoa de Tocantins, município com cerca de 4 mil habitantes. A decisão foi tomada a pedido da Advocacia-Geral da União (AGU). Entre os atingidos pelo bloqueio e...

Olá, esta matéria é exclusiva para assinantes.

Não sou Assinante.

Para ler a matéria você pode usar as chaves de convidado e desbloquear o conteúdo.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários