Um pedido de anulação de contrato firmado em instituições financeiras e beneficiários do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) de um aposentado analfabeto foi julgado com parcialmente procedente pelo Tribunal de Justiça (TJ). A decisão é do O titular da  1ª Escrivania Cível de Augustinópolis, o juiz Jefferson David Asevedo Ramos.  Conforme o TJ, a ...
Faça o seu cadastro e acesse até 05 matérias exclusivas por mês gratuitamente.
ou
Aproveite todo o conteúdo do site de forma ilimitada!
Assine o Jornal do Tocantins!
QUERO SER ASSINANTE

Navegue pelo assunto:

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários