Dídimo Heleno
 
É bem conhecida a frase “ex-mulher é para sempre”. Um juiz de Manaus sentiu isso na pele quando sua ex ingressou com recurso administrativo alegando que ele, ainda na constância do casamento, se ausentou do serviço para ir a um motel com outra pessoa. O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) negou por unanimidade o referido…

Você se interessou por este conteúdo?

Seja nosso convidado.

É só usar as chaves para abrir até
5 conteúdos por mês.
QUERO ASSINAR

Navegue pelo assunto:

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários