Dídimo Heleno
 
Um homem teve os seus dados relacionados a um perfil falso no aplicativo de relacionamentos Tinder. Por conta disso, requereu a remoção das informações, mas a empresa não o fez. O juiz André Alexandre Happke, do Juizado Especial Cível de Chapecó (SC), condenou o Tinder ao pagamento de indenização no valor de 9 mil…

Você se interessou por este conteúdo?

Seja nosso convidado.

É só usar as chaves para abrir até
5 conteúdos por mês.
QUERO ASSINAR

Navegue pelo assunto:

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários