O Superior Tribunal de Justiça autorizou uma penhora de 15% do salário do devedor para a quitação de dívida do aluguel do seu imóvel residencial. No caso, o devedor possui um alto salário e a Corte entendeu que não haveria comprometimento da sua subsistência, razão pela qual não seria razoável manter a impenhorabilidade nessa situação, o que “traria grave abalo para as relações sociais”,…

Olá, esta matéria é exclusiva para assinantes.

Não sou Assinante.

Para ler a matéria você pode usar as chaves de convidado e desbloquear o conteúdo.
QUERO ASSINAR

Navegue pelo assunto:

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários