O Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul permitiu a penhora on line na conta de um advogado que havia retido quase R$ 100 mil de sua cliente ao longo de quatro anos. Segundo a Corte, a verba de caráter alimentar pode ser penhorada se necessário para o pagamento de crédito de qualquer espécie, independentemente de sua origem.
 
A cliente em questão precisou…

Olá, esta matéria é exclusiva para assinantes.

Não sou Assinante.

Para ler a matéria você pode usar as chaves de convidado e desbloquear o conteúdo.
QUERO ASSINAR

Navegue pelo assunto:

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários