Os pais de dois adolescentes foram condenados a pagar indenização de 5 mil reais ao ministro do STF Alexandre de Moraes depois de uma reportagem em que o jurista foi indevidamente associado como advogado da facção criminosa Primeiro Comando da Capital (PCC). Para o magistrado que julgou o caso, “a postura dos administradores do site extrapola o âmbito de proteção da liberdade de expressão e…

Olá, esta matéria é exclusiva para assinantes.

Não sou Assinante.

Para ler a matéria você pode usar as chaves de convidado e desbloquear o conteúdo.
QUERO ASSINAR

Navegue pelo assunto:

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários