Imunidade profissional
 
Em Mogi das Cruzes, São Paulo, o juiz Thiago Cortizo Teraoka, do Juizado Especial Cível e Criminal, absolveu um advogado que era acusado de ter cometido crime de calúnia ao defender um cliente. Para o magistrado, o causídico agiu no interesse jurídico do seu representado, o que lhe garante imunidade profissional. Segundo argumentou, apesar de…

Olá, esta matéria é exclusiva para assinantes.

Não sou Assinante.

Para ler a matéria você pode usar as chaves de convidado e desbloquear o conteúdo.
QUERO ASSINAR

Navegue pelo assunto:

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários