Gêmeas separadas

Um pai de filhas gêmeas ingressou com ação contra um colégio público, no Estado de Santa Catarina, pedindo que as duas crianças fossem matriculadas, já que apenas uma delas foi sorteada para estudar na entidade. Os pais alegam que inscreveram as filhas quando estas ainda contavam com seis anos de idade e, caso apenas uma seja mantida na escola, isso poderá afetá-las…

Olá, esta matéria é exclusiva para assinantes.

Não sou Assinante.

Para ler a matéria você pode usar as chaves de convidado e desbloquear o conteúdo.
QUERO ASSINAR

Navegue pelo assunto:

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários