O Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região condenou uma loja de calçados a indenizar em três mil reais um ex-vendedor, por danos morais, em virtude de ofensas raciais que este sofreu de um gerente, que se dirigia ao subordinado com expressões tipo “negão burro”, “negro”, “parece uma menina” e “tu tem que te ligar”, tudo isso muitas vezes na frente de colegas de trabalho. Certa vez o chefe…

Você se interessou por este conteúdo?

Seja nosso convidado.

É só usar as chaves para abrir até
5 conteúdos por mês.
QUERO ASSINAR

Navegue pelo assunto:

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários