Um homem de 33 anos morreu após ser baleado neste domingo, 10, dentro de casa em Araguaína, Norte do Estado. O crime ocorreu no Setor Araguaína Sul 1, e conforme a Polícia Militar (PM), a mãe viu o próprio filho, que é cadeirante, ser morto.

Conforme a PM, a testemunha relatou que estava com seu filho e esposa quando dois homens chegaram em uma motocicleta. Um dos dois desceu da moto, arrombou a porta da residência com o pé e efetuou dois disparos de arma de fogo contra a vítima, que estava sentado em uma cadeira de rodas.

Os disparos atingiram acima do peito e no ombro direito, conforme a PM. Logo após, a dupla fugiu do local e os militares chegaram a realizar buscas, mas ninguém foi encontrado.

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) esteve no local e constatou o óbito. O Instituto Médico Legal (IML) levou o corpo para exames e a Perícia Técnica realizou os trabalhos. A Polícia Civil deve investigar o caso.

Ainda conforme a PM, a vítima, segundo familiares, fazia uso de entorpecentes e também havia sido presa, em 2014, por porte ilegal de arma de fogo.