Há quatro meses sem receber salários, os funcionários do Hospital Oswaldo Cruz estão preocupados sobre como vão fazer para arcar com suas despesas pessoais: aluguéis, mensalidade da faculdade, água, luz, alimentação, transporte, entre outros. Segundo uma funcionária que preferiu não se identificar, a direção do hospital chegou a dizer que faria um empréstimo para pagar o...

Você se interessou por este conteúdo?

Seja nosso convidado.

É só usar as chaves para abrir até
5 conteúdos por mês.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários