A falta de água tem sido recorrente na zona urbana da cidade de Tocantínia, cidade a 74 quilômetros de Palmas. A dificuldade levou o Ministério Público do Tocantins (MPTO) a ajuizar nesta terça-feira, 19, uma Ação Civil Pública (ACP) contra a Agência Tocantinense de Saneamento (ATS).   O MPE requer que a expedição de liminar determinando à ATS que provid...

Você se interessou por este conteúdo?

Seja nosso convidado.

É só usar as chaves para abrir até
5 conteúdos por mês.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários