A Defensoria Pública do Estado (DPE-TO) pediu o afastamento do comandante-geral do Corpo de Bombeiros, Reginaldo Leandro da Silva, após emitir um parecer conclusivo em processo aberto no órgão no qual ouviu as vítimas de assédio moral e sexual na corporação. Em outro parecer enviado ao Ministério Público Estadual (MPE-TO), o órgão defende também que o afastamento vai p...

Olá, esta matéria é exclusiva para assinantes.

Não sou Assinante.

Para ler a matéria você pode usar as chaves de convidado e desbloquear o conteúdo.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários