A Medida Provisória nº 4, que trata da reestruturação do Instituto de Previdência de Palmas (Previpalmas), dividiu os vereadores de Palmas na sessão de ontem. Com o auditório e o hall da Câmara Municipal cheios de servidores públicos, integrantes da bancada de apoio ao prefeito Carlos Amastha (PSB) se manifestou contra a MP e pediu o seu arquivamento. O líder do gove...
Faça o seu cadastro e acesse até 05 matérias exclusivas por mês gratuitamente.
ou
Aproveite todo o conteúdo do site de forma ilimitada!
Assine o Jornal do Tocantins!
QUERO SER ASSINANTE
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários