Alguns gestores não voltaram para a estrutura do primeiro escalão do governo Marcelo Miranda (MDB), uns porque serão candidatos nas eleições de outubro. E algumas pastas ainda estão sem titulares, são elas: Administração, Trabalho e Assistência Social, Polícia Militar, Departamento Estadual de Trânsito (Detran) e Instituto de Desenvolvimento Rural do Tocantins (Ruraltins). ...

Você se interessou por este conteúdo?

Seja nosso convidado.

É só usar as chaves para abrir até
5 conteúdos por mês.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários