A destinação de R$ 1 milhão para a produção cinematográfica Boletim de Ocorrência (B.O.) pela Prefeitura de Palmas foi questionada pela Defensoria Pública do Estado (DPE) que cobra do Paço Municipal uma explicação sobre o patrocínio.   Para o defensor público Arthur Pádua, a gestão municipal precisa explicar quais critérios foram utilizados para efetua...
Faça o seu cadastro e acesse até 05 matérias exclusivas por mês gratuitamente.
ou
Aproveite todo o conteúdo do site de forma ilimitada!
Assine o Jornal do Tocantins!
QUERO SER ASSINANTE
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários