Mauro Carlesse (PHS) completa 100 dias à frente do Governo do Estado e, nestes quase quatro meses de gestão, tomou decisões e decretou medidas impopulares, em especial para os servidores públicos da saúde, segurança e do quadro geral do Estado. Uma das primeiras ações após a posse dia 1º de janeiro foi a exoneração de mais de 15 mil contratados, 3,7 mil apena...

Você se interessou por este conteúdo?

Seja nosso convidado.

É só usar as chaves para abrir até
5 conteúdos por mês.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários