Os desembargadores da 2ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Tocantins negaram, por unanimidade, um recurso (agravo interno) do vereador de Pugmil Dircineu Bolina (PSDB) questionado decisão do Judiciário sobre um pedido dele para permanecer como prefeito interino até a realização de novas eleições ou até o final do mandato. 

Como deixou de ser presidente do Legislativo em…

Olá, esta matéria é exclusiva para assinantes.

Não sou Assinante.

Para ler a matéria você pode usar as chaves de convidado e desbloquear o conteúdo.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários