O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes julgou improcedente nesta quarta-feira, 12, uma reclamação com pedido liminar para revogar a prisão do contador Shirlenylson Barbosa Ribeiro, preso preventivamente após ter denúncia contra ele recebida pela Justiça Estadual.

Na denúncia, além do contador são réus os empresários Aurélio Lisboa Sampaio, Salomão Barros Filho,…

Olá, esta matéria é exclusiva para assinantes.

Não sou Assinante.

Para ler a matéria você pode usar as chaves de convidado e desbloquear o conteúdo.
QUERO ASSINAR

Navegue pelo assunto:

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários