Cerca de R$ 43 milhões é a dívida do Plansaúde apenas com o hospital Oswaldo Cruz, um de seus principais prestadores e que está no centro da crise de imagem e gestão que afeta o plano, desde que o médico Luciano de Castro Teixeira teve um polêmico áudio vazado nas redes.

Uma semana depois dos funcionários do estabelecimento ocuparem as portas da Secretaria da Administração (Secad) e…

Você se interessou por este conteúdo?

Seja nosso convidado.

É só usar as chaves para abrir até
5 conteúdos por mês.
QUERO ASSINAR

Navegue pelo assunto:

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários