“Na hipótese de candidato "A" eleito nas eleições municipais de 2012, exercer mandato até o mês de setembro do ano de 2014, quando teve seu mandato cassado pela Justiça Eleitoral por abuso de poder, ocasião em que assumiu o mandato o candidato "B", segundo colocado no pleito, que permaneceu no cargo até o fim do exercício do mandato, em dezembro de 2016. Nas eleições de 2016, para o mandato…

Olá, esta matéria é exclusiva para assinantes.

Não sou Assinante.

Para ler a matéria você pode usar as chaves de convidado e desbloquear o conteúdo.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários