RIO DE JANEIRO - Há uma regra não escrita segundo a qual não se imaginam pessoas de certa representatividade –monges budistas, papas, missionários, almirantes, juízes, diplomatas– rebaixando-se a funções tão íntimas, como usar fio dental, aplicar desodorante, coçar-se, soltar pum ou mesmo fazer xixi. Eu não disse que não fazem isto –disse apenas que não nos compete imaginá-las fazendo. Aliás,…

Olá, esta matéria é exclusiva para assinantes.

Não sou Assinante.

Para ler a matéria você pode usar as chaves de convidado e desbloquear o conteúdo.
QUERO ASSINAR

Navegue pelo assunto:

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários