Há pouco contei aqui que, a 14 de dezembro de 1968, dia seguinte ao Ato Institucional nº 5, oito coronéis do Exército marcharam pela Redação do Correio da Manhã, na Lapa, numa tentativa de atemorizar o jornal. A ditadura já vinha asfixiando o Correio mesmo antes do ato, cortando sua publicidade oficial, pressionando as agências de propaganda para não programá-lo nas campanhas de seus clientes…

Olá, esta matéria é exclusiva para assinantes.

Não sou Assinante.

Para ler a matéria você pode usar as chaves de convidado e desbloquear o conteúdo.
QUERO ASSINAR

Navegue pelo assunto:

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários