Stanley Donen, morto na quinta (21) em Nova York, foi mais do que codiretor (com Gene Kelly) de "Cantando na Chuva" (1952). Está entre os cineastas que tornaram o mundo melhor, pelo tempo de duração de muitos de seus filmes. Foi também, dos diretores de musicais, o que melhor usou recursos exclusivos do cinema para apresentar números de dança –e olhe que, tendo Gene Kelly ou Fred Astaire à…

Olá, esta matéria é exclusiva para assinantes.

Não sou Assinante.

Para ler a matéria você pode usar as chaves de convidado e desbloquear o conteúdo.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários