O contador aposentado do Tribunal de Justiça do Tocantins (TJ-TO) Mário Ferreira Neto e o empresário Carlos Marconi Paes, condenados pela Justiça Federal por estelionato investigado na Operação Inconfidente, não foram localizados pela reportagem. Contudo, os dois apresentaram suas versões no processo. Paes alegou ao juiz João Paulo Massami Lameu Abe, da 4ª Vara Fede...

Olá, esta matéria é exclusiva para assinantes.

Não sou Assinante.

Para ler a matéria você pode usar as chaves de convidado e desbloquear o conteúdo.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários