Notícias

Em cima de trio elétrico, Jair Bolsonaro promete aos mineiros saída para o mar

Deputado disse ainda que, se for eleito, nenhum policial sentará no banco dos réus e que se “matar for preciso, que mate”

Reprodução/Facebook
Jair Bolsonaro

O deputado federal e pré-candidato à presidência da República, Jair Bolsonaro (PSC-RJ), esteve em Belo Horizonte (MG), na quinta-feira (15), e prometeu aos mineiros que iria abrir uma saída de Minas Gerais para o mar.

O discurso aconteceu em cima de um trio elétrico, para cerca de 1,5 mil pessoas, segundo a Polícia Militar, ao lado do Aeroporto Internacional Tancredo Neves, em Confins. “Vamos explorar nossas riquezas, quem sabe até abrindo uma saída pro mar para Minas Gerais. Nós vamos satisfazer o desejo do mar de ganhar Minas, podem ter certeza disso", disse o parlamentar do PSC.

Bolsonaro foi recebido por apoiadores que pediam a volta da ditadura no país, gritavam seu nome e exaltavam torturadores. No discurso, ele também criticou as minorias, e disse que a "canalhada" dos direitos humanos não vão receber um centavo e que "quem mandará será a maioria".

Ele ainda afirmou que, se for eleito, nenhum policial sentará no banco dos réus e que se “matar for preciso, que mate”. "Se eu chegar lá, soldado meu que vai à guerra não senta no banco dos réus. Se o estado coloca uma arma na cintura de vocês ou um fuzil no peito, é para usá-los. E uma vez usando-o você responde e não tem punição. O combate à violência é começar por aí. Dando retaguarda jurídica para os nossos homens e mulheres poderem trabalhar. E se matar preciso for, que mate", finalizou.

Bolsonaro foi até a capital mineira para lançar o livro "Jair Bolsonaro: Mito ou Verdade" e também para ministrar uma palestra na Universidade Fumec.

Comentários
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.
ASSINE JÁ