Notícias

‘Têm decapitados e queimados’: familiares se desesperam por notícias sobre detentos em Aparecida

Autoridades informaram que a rebelião no Complexo Prisional de Aparecida de Goiânia já estaria contida

Reprodução

Entre os familiares que estão esperando informações sobre os detentos do regime semiaberto do Complexo Prisional de Aparecida de Goiânia o comentário é de que os mortos teriam sido “decapitados e queimados”. A informação não foi oficialmente confirmada pelas autoridades, que estão no local contabilizando as mortes, os feridos e as fugas. Até o momento, foram confirmados nove óbitos.

“Foi um confronto entre os próprios presos. Já está tudo controlado, mas a diretoria do complexo está fazendo chamada para saber quais fugiram, quais vieram a óbito e quais estão feridos”, afirmou o Tenente Coronel Hrillner Braga Ananias, do Batalhão de Choque, que está no local.

A rebelião começou na tarde desta segunda-feira (1°) e deixou pavilhões do presídio em chamas. Familiares contam que estão há mais de três horas no local e ainda não conseguiram informações concretas do ocorrido.

“Ninguém dá notícia para a gente. Eles não falam quem tá vivo, quem tá morto, quem tá baleado. A gente está desesperado desde às 15h30. Meu irmão está lá dentro e eu não tenho notícia nenhuma dele”, contou à reportagem a dona de casa Luana Cristina, de 22 anos.

Comentários
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.
ASSINE JÁ