Notícias

Polícia faz operação para investigar racismo contra filha de Bruno Gagliasso e Giovanna Ewbank

Uma adolescente confessou ter criado um perfil falso em uma rede social para fazer as ofensas

Reprodução/Instagram
Bruno Gagliasso e Giovanna Ewbank com a filha Chisomo

Policiais civis do Rio de Janeiro fizeram nesta terça-feira (20) uma operação no estado de São Paulo para investigar as ofensas racistas sofridas pela filha dos atores Bruno Gagliasso e Giovanna Ewbank. Os agentes cumpriram três mandados de busca e apreensão com o apoio da Polícia Civil de São Paulo, nas cidades de Guarulhos e Itaquaquecetuba.

Sete pessoas foram conduzidas à delegacia para prestar depoimento, entre eles uma adolescente de 14 anos. Segundo a polícia, a jovem confessou ter criado um perfil falso em uma rede social para fazer as ofensas.

A criança de 2 anos foi alvo de racismo logo depois de sua mãe, Giovanna, postar uma foto da menina em uma rede social.

"Minha filha tem algo que esses caras não têm: amor. Em relação ao preconceito, a gente tem que ser intolerante. Eu fiz o que eu tinha que fazer. Agora cabe à polícia. É crime e contra uma criança. O mais importante é que ache e prenda se tiver que prender", escreveu Gagliasso logo depois do episódio, em seu perfil na rede social Facebook.

As informações são da Agência Brasil

Comentários
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.
ASSINE JÁ