Um tribunal da Rússia considerou ontem um membro dinamarquês do grupo Testemunhas de Jeová culpado de organizar atividades extremistas proibidas e o condenou a 6 anos de prisão, um caso que governos ocidentais veem como um teste para a liberdade religiosa no país. Policiais detiveram Dennis Christensen, de 46 anos, em maio de 2017, durante uma prece coletiva em Ory...

Olá, esta matéria é exclusiva para assinantes.

Não sou Assinante.

Para ler a matéria você pode usar as chaves de convidado e desbloquear o conteúdo.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários