O procurador-geral da Venezuela, Tarek William Saab, fiel ao regime de Nicolás Maduro, abriu um inquérito contra o autoproclamado presidente Juan Guaidó por suposta responsabilidade no blecaute que atinge o país desde a última quinta-feira (7). Segundo Saab, um indício da participação de Guaidó na "sabotagem elétrica" seria uma mensagem postada no Twitte...

Olá, esta matéria é exclusiva para assinantes.

Não sou Assinante.

Para ler a matéria você pode usar as chaves de convidado e desbloquear o conteúdo.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários