A ex-presidente da Argentina e atual senadora Cristina Kirchner foi indiciada na segunda-feira, 11, por manter em casa documentos históricos, encontrados durante operação de busca e apreensão em um imóvel no sul do país. Cristina mantinha em casa um prontuário do ex-presidente Hipólito Yrigoyen e uma carta que o libertador José de San Martín escreveu, na França, para o...

Olá, esta matéria é exclusiva para assinantes.

Não sou Assinante.

Para ler a matéria você pode usar as chaves de convidado e desbloquear o conteúdo.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários