A aula de Ciências havia acabado e começaria a de Redação, sexta aula do dia, por volta das 11h30, quando um adolescente de 14 anos, sentado no fundo da sala do 8º ano do Colégio Goyases, na Rua Planalto, no Conjunto Riviera, enfiou a mão na mochila e disparou um tiro acidental da pistola calibre ponto 40, que pegou escondido da mãe, uma sargento da Polícia Militar. Naquel...
Faça o seu cadastro e acesse até 05 matérias exclusivas por mês gratuitamente.
ou
Aproveite todo o conteúdo do site de forma ilimitada!
Assine o Jornal do Tocantins!
QUERO SER ASSINANTE
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários