A cobrança pelo pagamento da Prefeitura de Palmas por apresentação teatral da Paixão de Cristo de 2016 foi parar na Justiça. O grupo Art’Sacra Cia de Teatro cobra o pagamento do investimento feito no espetáculo envolvendo 400 pessoas e que não foi pago por discordâncias nos valores de apoio ao espetáculo que seriam pagos pelo município.

A novidade é a edição de sentença determinando o município a pagar R$ 75 mil ao grupo teatral. O valor autorizado é inferior ao pleiteado pelo grupo, que pedia na Justiça o pagamento de R$ 150 mil, valor que inclui, segundo o grupo, atualizações e juros dos valores cobrados. O espetáculo Paixão de Cristo aconteceu no 25 de março de 2016, no estádio Nilton Santos.

A  Art’Sacra Cia de Teatro, por meio de sua assessoria, informou que o valor autorizado na sentença garantirá o pagamento de parte das dívidas do grupo. Questionada sobre o assunto, a prefeitura respondeu que ainda não foi notificada da decisão.