Magazine

Epopeia marítima

Quinto título da franquia, A Vingança de Salazar marca a volta de Johnny Depp como Jack Sparrow e a entrada de Javier Bardem, que vive personagem-título

Film Frame
Johnny Depp, como Jack Sparrow

Os ventos da má sorte sopram em direção ao capitão mais azarado e bêbado dos sete mares criado pela franquia Piratas do Caribe. Dessa vez, o tão personificado Jack Sparrow, interpretado por Johnny Depp, é jogado numa nova aventura ao encontrar piratas fantasmas liderados por um antigo inimigo. Pode parecer que você já viu isso antes, mas a diferença está na forma em como a história é contata e nos efeitos especiais à tela. Em A Vingança de Salazar, com pré-estreia hoje em salas de cinemas de todo o País, o ator Javier Bardem integra o elenco do longa-metragem como o terrível Capitão Salazar, em versão fantasmagórica de um marinheiro que busca uma revanche.

Há quase 15 anos alavancando histórias e lendas de piratas em epopeias nos oceanos, a série trouxe de volta as aventuras marítimas na época das expedições e descobertas dos sete mares. Além disso, apresenta um dos personagens mais icônicos do cinema blockbuster das últimas décadas, Jack Sparrow, criado numa mistura de anti-herói trapaceiro com aventureiro corajoso feito por Johnny Depp, galã que mais faturou na indústria do cinema nos últimos anos.

Dessa vez e sob a batuta dos diretores Joachim Ronning e Espen Sandberg, os mesmos de Bandidas (2004) e Marco Polo (2014), o quinto filme da saga chega após um hiato de seis anos, quando o Navegando em Águas Misteriosas foi lançado. Na trama, Jack precisa encontrar o Tridente de Poseidon, um poderoso artefato que concede o controle dos sete mares, para escapar da raiva e vingança de Salazar. Nesse meio tempo, o protagonista se depara ainda com o Capitão Barbossa, que participa da série desde o primeiro volume, e de Henry Turner, um jovem que tenta se reconectar com o pai, Willian, interpretado por Orlando Bloom.

Toda a trama do novo filme, a representação dos personagens, fotografia e direção de arte foram inspiradas no roteiro e tom do primeiro longa, A Maldição do Pérola Negra, sucesso de bilheteria em 2003. A proposta é dialogar com as demais histórias revistas na trama e promover uma volta aos dois primeiros volumes, os mais rentáveis. O próprio Johnny Depp foi contratado para escrever o roteiro junto ao escritor Jeff Nathanson, que deu pitacos e até mudou parte dos roteiros.

Inicialmente planejado para ser lançado em 2015, A Vingança de Salazar foi adiado para 2016 e depois 2017, por questões de roteiro e orçamento. Parte do filme foi gravado inicialmente na Austrália, depois que o governo australiano ofereceu aos estúdios Disney US$ 20 milhões de incentivos fiscais. Dessa vez, Depp divide as telas e a atenção com ninguém menos que Javier Bardem, espanhol ganhador do Oscar de melhor ator coadjuvante pelo filme Onde os Fracos Não Têm Vez (2007) e protagonista de Carne Trêmula (1997) e Vicky Cristina Barcelona (2008).

 

Um personagem com cara de Johnny Depp

Minha versão de A Vingança de Salazar foi descartada porque tinha uma vilã e Johnny Depp estava preocupado em ser redundante com Sombras da Noite (2012), que também tinha uma mulher como antagonista”, conta Terry Rossio, um dos roteiristas da franquia Piratas do Caribe. Há quem diga que o sucesso da série se deve, em grande parte, pela atuação de Depp como Jack Sparrow, além de total liberdade criativa que o ator teve para compor o personagem e os roteiros por trás da saga náutica.

Vindo de um cinema independente e, quase sempre, mainstream, o público reconhecia Johnny Depp nas telas de filmes dirigidos principalmente entre a parceria com o cineasta Tim Burton, a exemplo dos cultuados Edward Mãos de Tesoura (1990), Ed Wood (1994), A Lenda do Cavaleiro sem Cabeça (1999) e A Fantástica Fábrica de Chocolate (2005). Com um quê excêntrico, o capitão “bebum” Jack Sparrow caiu como luvas em suas mãos.
Ao longo dos anos, Johnny Depp lançou-se na carreira de musicais, o que lhe rendeu o Globo de Ouro na categoria de melhor ator de comédia e musical pelo filme Sweeney Todd: O Barbeiro Demoníaco da Rua Fleet, em 2008. Anos antes, durante a adolescência, teve uma banda chamada Six Gun Method, que abriu shows para Iggy Pop, Duran Duran e The B-52s. Atualmente é guitarrista da banda Hollywood Vampires, também integrada por Alice Cooper e Joe Perry, que se apresentou no Rock in Rio em 2015.

 

 

 

Film Frame
Javier Bardem, como Salazar: o espanhol é o escolhido da vez para dividir as atenções com o eternamente excêntrico capitão Jack Sparrow
Comentários
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.
ASSINE JÁ