Paulo Martins, professor e escritor

Nas décadas de 80 e 90 também tínhamos nossas redes sociais. As mais conhecidas eram os papéis de carta, os papéis com frases que enrolavam as balinhas e o Caderno de perguntas e respostas. Não dependíamos da internet, o que tornava essas redes mais democráticas.

O Papel de carta, comprado em papelarias, não era barato. Mas o…

Você se interessou por esta matéria?

Assinar o Jornal do Tocantins

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários