Há quem diga que por trás de um ato de salvação sempre existe um super-herói. Pois sendo assim, eu não fui salva de um abismo por um herói convencional, mas por uma super-heroína no mínimo instigante.   

Na última quinta-feira, senti uma angústia que há muito não me perseguia e eu já pensava que não mais existia. Como ela apareceu é o mais curioso: enquanto eu escolhia as…

Olá, esta matéria é exclusiva para assinantes.

Não sou Assinante.

Para ler a matéria você pode usar as chaves de convidado e desbloquear o conteúdo.
QUERO ASSINAR

Navegue pelo assunto:

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários