Estado

Saúde caótica e com dívida de R$ 138 mi

Renato Jayme abriu a caixa preta da Sesau e concluiu que área não era prioridade e agora precisa de reforço extra para manter serviços

Passados dez dias desde que assumiu o comando da Secretaria Estadual de Saúde (Sesau), Renato Jayme convocou a imprensa na manhã de ontem para apresentar uma equação difícil de fechar. Pelas contas do secretário, para manter todos os serviços inerentes à pasta em dia seria necessário algo em torno de R$ 437 milhões anuais. Entretanto, ele conta apenas com R$ 153 milh...
Matéria exclusiva para assinantes
Comentários
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.
ASSINE JÁ