Estado

É preciso provar que nome constrange ou traz prejuízo

Daniel de Oliveira Araújo (à direita), conseguiu mudar seu nome de batismo que era Sadraque; Sadraque Nóbrega nunca pensou em mudar de nome
A Defensoria Pública Estadual (DPE) explica que fazer uma alteração do nome próprio, o prenome, não é uma tarefa fácil. Segundo o defensor público Leonardo Coelho, para iniciar o processo de mudança é preciso entrar com uma ação na Justiça e provar que o nome ou o sobrenome causam algum tipo de constrangimento ou situação vexatória. O defensor enfatiza que há casos em...
Matéria exclusiva para assinantes
Comentários
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.
ASSINE JÁ