O técnico de som Vítor Brasil da Silva, 19 anos, relata que há quase um ano comprou um celular e por uma má sorte o aparelho, com apenas uma semana de uso, apresentou problemas e a empresa que ele comprou o objeto não quis realizar a troca. Então, ele não pensou duas vezes: procurou seus direitos. “Fui ao Procon (Órgão de Defesa do Consumidor (Procon) e me orientei s...

Olá, esta matéria é exclusiva para assinantes.

Não sou Assinante.

Para ler a matéria você pode usar as chaves de convidado e desbloquear o conteúdo.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários